Professor Coordenador – área de Hotelaria e Restauração
School of Hospitality and Tourism / POLYTECHNIC INSTITUTE OF PORTO
Lisboa, PT
há 10 horas
source : Ofertas de Emprego

1. Descrição do cargo / posição / bolsa

1. Job description

Cargo / posição / bolsa :

Professor Coordenador ? área de Hotelaria e Restauração

Referência : Aviso (extrato) n.º 17405 / 2020 Diário da República, 2ª série, 29-10-2020 BEP OE202010 / 1069 https : / / www.

bep.gov.pt / pages / oferta / Oferta Detalhes.aspx?CodOferta 81720

Área científica genérica : Not available

Área científica específica :

Resumo do anúncio :

1 ? Nos termos da alínea d) do n.º 1 do artigo 10.º dos Estatutos da Escola Superior de Hotelaria e Turismo, adiante designada ESHT, do Instituto Politécnico do Porto, doravante P.

PORTO, homologados pelo Despacho n.º 4065 / 2017, de 10 de abril, publicado no Diário da República, n.º 91, de 11 de maio, torna-se público que, por despacho do Sr.

Presidente da ESHT de 20.10.2020, se procede à abertura de concurso documental, pelo prazo de 30 dias úteis, a contar da data da publicitação do extrato do presente edital no Diário da República, com vista à ocupação de um posto de trabalho previsto e não ocupado no mapa de pessoal da ESHT, na carreira de pessoal docente do ensino superior politécnico, na categoria de professor coordenador, para a área de Hotelaria e Restauração, na modalidade de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado, nos termos dos artigos 3.

º, 6.º, 10.º, 15.º, 15.º-A, 19.º e 29.º-B, do Estatuto da Carreira do Pessoal Docente do Ensino Superior Politécnico (ECPDESP), aprovado pelo Decreto-Lei n.

º 185 / 81, de 1 de julho, alterado pelo Decreto-Lei n.º 207 / 2009, de 31 de agosto, e pela Lei n.º 7 / 2010, de 13 de maio, e demais legislação aplicável, designadamente o Regulamento dos Concursos para a Contratação do Pessoal da Carreira Docente do Instituto Politécnico do Porto, ?

Despacho n.º 4807 / 2011, publicado no Diário da República, n.º 54, de 17 de março. 2 ? Local de trabalho ? Escola Superior de Hotelaria e Turismo.

3 ? Número de postos de trabalho a ocupar ? 1. 4 ? Modalidade da relação jurídica de emprego a constituir ? Contrato de Trabalho em Funções Públicas por Tempo Indeterminado, nos termos do artigo 10.

º do Decreto-Lei n.º 185 / 81, de 1 de julho, alterado pelo Decreto-Lei n.º 207 / 2009, de 31 de agosto, e pela Lei n.º 7 / 2010, de 13 de maio, que aprovou o ECPDESP.

Texto do anúncio

INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO Escola Superior de Hotelaria e Turismo Edital Abertura de concurso documental para professor coordenador ?

área de Hotelaria e Restauração 1 ? Nos termos da alínea d) do n.º 1 do artigo 10.º dos Estatutos da Escola Superior de Hotelaria e Turismo, adiante designada ESHT, do Instituto Politécnico do Porto, doravante P.

PORTO, homologados pelo Despacho n.º 4065 / 2017, de 10 de abril, publicado no Diário da República, n.º 91, de 11 de maio, torna-se público que, por despacho do Sr.

Presidente da ESHT de 20.10.2020, se procede à abertura de concurso documental, pelo prazo de 30 dias úteis, a contar da data da publicitação do extrato do presente edital no Diário da República, com vista à ocupação de um posto de trabalho previsto e não ocupado no mapa de pessoal da ESHT, na carreira de pessoal docente do ensino superior politécnico, na categoria de professor coordenador, para a área de Hotelaria e Restauração, na modalidade de contrato de trabalho em funções públicas por tempo indeterminado, nos termos dos artigos 3.

º, 6.º, 10.º, 15.º, 15.º-A, 19.º e 29.º-B, do Estatuto da Carreira do Pessoal Docente do Ensino Superior Politécnico (ECPDESP), aprovado pelo Decreto-Lei n.

º 185 / 81, de 1 de julho, alterado pelo Decreto-Lei n.º 207 / 2009, de 31 de agosto, e pela Lei n.º 7 / 2010, de 13 de maio, e demais legislação aplicável, designadamente o Regulamento dos Concursos para a Contratação do Pessoal da Carreira Docente do Instituto Politécnico do Porto, ?

Despacho n.º 4807 / 2011, publicado no Diário da República, n.º 54, de 17 de março. 2 ? Local de trabalho ? Escola Superior de Hotelaria e Turismo.

3 ? Número de postos de trabalho a ocupar ? 1. 4 ? Modalidade da relação jurídica de emprego a constituir ? Contrato de Trabalho em Funções Públicas por Tempo Indeterminado, nos termos do artigo 10.

º do Decreto-Lei n.º 185 / 81, de 1 de julho, alterado pelo Decreto-Lei n.º 207 / 2009, de 31 de agosto, e pela Lei n.º 7 / 2010, de 13 de maio, que aprovou o ECPDESP.

5 ? Caracterização do conteúdo funcional ? Ao professor coordenador competem as funções constantes no artigo 2.º-A e no n.

º 5 do artigo 3.º do ECPDESP. 6 ? Âmbito de recrutamento ? São requisitos cumulativos de admissão ao concurso : a) Ser detentor dos requisitos previstos nas alíneas b) a e) do artigo 17.

º da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas (LTFP), aprovada em anexo à Lei n.º 35 / 2014, de 20 de junho; b) Ser detentor dos requisitos previstos no artigo 19.

º do ECPDESP; c) Os opositores ao concurso detentores de habilitações obtidas no estrangeiro devem comprovar o reconhecimento, equivalência ou registo do grau de doutor, nos termos da legislação aplicável.

7 ? Prazo de validade do concurso : 7.1 ? O concurso é válido para o posto de trabalho referido, caducando com a sua ocupação ou por inexistência de candidatos.

7.2 ? O concurso pode ainda cessar por ato devidamente fundamentado do Presidente da ESHT, respeitados os princípios gerais da atividade administrativa bem como os limites legais, regulamentares e concursais.

8 ? Forma de apresentação da candidatura : 8.1 ? As candidaturas são submetidas eletronicamente através do endereço : https : / / portal.

  • ipp.pt / concursos / ESHT / docente / 8.2 ? A candidatura é apresentada através de requerimento de admissão ao concurso dirigido ao Presidente da ESHT e deve conter, entre outros, os seguintes elementos : a) Identificação do candidato pelo nome, data de nascimento, nacionalidade, número e validade do bilhete de identidade ou do cartão do cidadão, número de identificação fiscal, endereço postal e eletrónico e números de telefone;
  • b) Identificação do concurso a que se candidata, número do edital com menção ao Diário da República em que foi publicado;
  • c) Indicação da categoria e da instituição onde presta serviço docente, quando aplicável, e cargo que atualmente ocupa; d) Indicação dos graus e títulos académicos detidos pelo candidato;
  • e) Declaração assinada em que o candidato declara serem verdadeiros os elementos ou factos constantes da candidatura; f) Lista dos documentos que acompanham a candidatura.

  • 8.3 ? O requerimento é acompanhado da seguinte documentação : a) Curriculum Vitae contendo todas as informações pertinentes para a avaliação da candidatura tendo em consideração os critérios de seleção e seriação referidos no nº 9 do presente edital;
  • b) Exemplares dos trabalhos e documentos para efeitos da avaliação prevista no n.º 9 do presente edital, organizados pelos critérios do desempenho técnico-científico e profissional, da capacidade pedagógica e das outras atividades relevantes e pelos parâmetros previstos nos números 9.

  • 2.1, 9.2.2 e 9.2.3; c) Certificado que comprove a titularidade e a data de obtenção do grau e títulos exigidos para o concurso;
  • d) Certificado do registo criminal; e) Atestado médico, comprovando a existência de robustez física e perfil psíquico para o exercício de funções públicas, emitido por médico no exercício da sua profissão;
  • f) Boletim de vacinação obrigatória devidamente atualizado. 8.4 ? Os documentos a que aludem os pontos d), e) e f) do ponto anterior podem ser substituídos por declaração prestada no requerimento, sob compromisso de honra, onde, em alíneas separadas, o candidato deve definir a sua situação precisa relativamente ao conteúdo de cada uma daquelas alíneas.

    8.5 ? O incumprimento do prazo de apresentação da candidatura fixado, bem como a falta de apresentação ou a apresentação fora do prazo dos documentos referidos nos pontos a) a c) do n.

    º 8.3 deste edital, de entrega obrigatória, determinam a exclusão da candidatura. 8.6 ? Os candidatos ficam dispensados da apresentação dos documentos que já existam nos respetivos processos individuais da ESHT, devendo o facto ser expressamente declarado no formulário de candidatura.

    8.7 ? Não são aceites candidaturas enviadas por correio eletrónico. 8.8 ? O processo pode ser consultado no Secretariado da Presidência da ESHT, nos dias úteis, nos horários 10 : 00-12 : 00 e 14 : 30-16 : 30.

    9 ? Método e critérios de seleção e seriação : 9.1 ? O método de seleção é a avaliação curricular, através da qual se visa avaliar o desempenho técnico-científico e profissional, a capacidade pedagógica e o desempenho noutras atividades relevantes para a missão da ESHT.

    9.2 ? Na avaliação curricular são obrigatoriamente considerados e ponderados os seguintes parâmetros de avaliação e pontuação de acordo com as exigências das funções correspondentes à categoria a que respeita o presente concurso : 9.

    2.1 ? Desempenho técnico-científico e profissional (35%) Nesta componente serão objeto de avaliação os seguintes parâmetros : 9.

    2.1.1 ? Produção científica (C11) : deve ser considerada a quantidade e qualidade da produção científica na área para que é aberto o concurso e / ou nas áreas nucleares dos cursos ministrados na ESHT, incluindo publicações (livros e capítulos de livros, artigos em revistas, artigos em atas de congressos) e comunicações em congressos - 35% 9.

    2.1.2 ? Participação em projetos técnico-científicos (C12) : devem ser considerados projetos financiados numa base competitiva por fundos públicos ou financiados por empresas / organizações, incluindo Instituições de Ensino Superior ?

    20% 9.2.1.3 ? Orientação e arguição de dissertações, trabalhos de projeto e relatórios de estágio, sujeitos a provas públicas (C13) ?

  • 20% 9.2.1.4 ? Intervenção em comunidades científicas e profissionais, e outras atividades relacionadas com o desempenho técnico-científico, relevantes para a missão da ESHT (C14) : deve ser considerada a participação em centros de investigação;
  • a revisão de artigos de revistas científicas e de comunicações em congressos científicos; a participação em órgãos de associações profissionais ou empresariais;
  • a participação em júris de atribuição de título de especialista; formação académica complementar ? 25% 9.2.2 ? Capacidade Pedagógica (35%) Nesta componente serão objeto de avaliação os seguintes parâmetros : 9.

    2.2.1 ? Experiência efetiva no âmbito da lecionação e responsabilidade de unidades curriculares, distintas, da área para que é aberto o concurso (C21) : deve ser considerado o nº de anos e nº de horas semanais de lecionação no ensino superior - 30% 9.

    2.2.2 ? Projetos pedagógicos (C22) : deve ser considerada a participação no desenvolvimento de novos cursos de ensino superior, ou na reorganização de cursos já existentes ?

    25% 9.2.2.3 ? Produção de material pedagógico (C23) : deve ser considerada a qualidade e quantidade do material pedagógico produzido pelo candidato ?

    25% 9.2.2.4 ? Outras atividades relacionadas com a atividade pedagógica (C24) : devem ser consideradas todas as atividades pedagógicas não incluídas nos pontos anteriores, nomeadamente a participação em mobilidades internacionais de ensino ?

    20% 9.2.3 ? Outras atividades relevantes para a missão da ESHT (30%) Nesta componente serão objeto de avaliação os seguintes parâmetros : 9.

    2.3.1 ? Exercício de cargos, ou participação, em órgãos de gestão de IES (C31) - 30% 9.2.3.2 ? Coordenação de cursos, de departamentos e de outras estruturas de IES (C32) ?

    20% 9.2.3.3 ? Organização de eventos de caráter técnico-científico e pedagógico (C33) ? 20% 9.2.3.4 ? Participação efetiva em comissões, em júris relacionados com concursos, e em outras estruturas, sob nomeação de órgãos de IES (C34) ?

    30% 10 ? A ordenação dos candidatos deve ser fundamentada na avaliação feita com base nos critérios de seleção e seriação e correspondentes fatores de ponderação.

    10.1 ? Cada membro do júri valoriza, numa escala inteira de 0 a 100, cada parâmetro para cada candidato. 10.2 ? A Classificação Final (CF), atribuída por cada elemento do júri, numa escala inteira de 0 a 100, será obtida pela seguinte fórmula : CF 0,35*DTCP + 0,35*CP + 0,30*OAR, onde DTCP 0,35*C11+0,20*C12+0,20*C13+0,25*C14 CP 0,30*C21+0,25*C22+0,25*C23+0,20*C24 OAR 0,30*C31+0,20*C32+0,20*C33+0,30*C34 10.

    3 ? Antes de iniciarem as votações, cada membro do júri apresenta um documento escrito, que será anexado à ata, com a ordenação dos candidatos, fundamentada pelas classificações finais obtidas nos termos do ponto anterior.

    10.4 ? Nas várias votações, cada membro do júri deve respeitar a ordenação que apresentou, não sendo admitidas abstenções.

    10.5 ? O júri deliberará primeiro sobre a aprovação em mérito absoluto dos candidatos. 10.6 ? Para serem aprovados em mérito absoluto os candidatos terão que obter uma classificação final atribuída pelos membros do júri superior a 50 pontos, nos termos do ponto 10.

    2. 10.7 ? Para que se verifique a aprovação em mérito absoluto o candidato tem de obter o voto favorável da maioria absoluta dos membros do júri.

    10.8 ? O júri utilizará a seguinte metodologia de votação, para a formação da maioria absoluta na ordenação final dos candidatos.

    Se a ordenação de todos os elementos do júri for idêntica, o processo é dado como concluído. Caso contrário, procede-se a uma votação para o primeiro lugar.

    Se um candidato obtiver mais de metade dos votos, fica colocado em primeiro lugar. Se nenhum candidato obtiver mais de metade dos votos, repete-se a votação depois de retirado o candidato menos votado na votação anterior.

    O processo repete-se até que um candidato obtenha mais de metade dos votos, ficando colocado em primeiro lugar. Seguidamente, procede-se do mesmo modo para classificar um candidato em segundo lugar, e assim sucessivamente até se obter uma lista ordenada de todos os candidatos aprovados em mérito absoluto.

    Em casos de empate ao longo do processo, o presidente do júri tem voto de qualidade. 11 ? Nos termos da alínea b) do n.º 4 do artigo 23.

    º do ECPDESP e da alínea b) do nº 4 do artigo 12.º do Regulamento dos concursos para a contratação do pessoal da carreira docente do Instituto Politécnico do Porto, o júri pode promover audições públicas, em igualdade de circunstâncias para todos os candidatos admitidos.

    12 ? Convocação para a audição pública : caso haja lugar a audição pública, os candidatos são convocados, preferencialmente, por correio eletrónico, de acordo com o Código do Procedimento Administrativo (CPA), indicando-se o dia, hora e local da realização da mesma.

    13 ? São também motivos de exclusão do presente concurso : a) A não comparência à audição pública, se realizável; b) A não aprovação em mérito absoluto, nos termos do nº 10 do presente edital.

    14 ? As atas do júri são facultadas aos candidatos sempre que solicitadas através da plataforma de candidatura. 15 ? As falsas declarações serão punidas nos termos da lei.

  • 16 ? A composição do júri é a seguinte : Presidente : Fernando Flávio Ribeiro Oliveira Ferreira, Presidente da ESHT. Vogais : - Francisco Manuel Dionísio Serra, Professor Coordenador da Universidade do Algarve;
  • Rui Manuel Campos de Almeida Mota, especialista de reconhecido mérito; - Filipe de Almeida Barrias, especialista de reconhecido mérito;
  • Manuel Augusto da Fonseca Marques, especialista de reconhecido mérito; - Sandra Isabel Sordo Gonçalves da Silva, especialista de reconhecido mérito.
  • Em caso de ausência ou impedimento do Presidente, o mesmo será substituído por Joaquim José Pereira Ribeiro, Vice-presidente da ESHT.

    17 ? Em cumprimento da alínea h) do artigo 9.º da Constituição da República Portuguesa, a Administração Pública, enquanto entidade empregadora, promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres no acesso ao emprego e na progressão profissional, providenciando escrupulosamente no sentido de evitar toda e qualquer forma de discriminação.

  • 18 ? O presente edital será divulgado nos seguintes termos : a) Na 2.ª série do Diário da República; b) Na bolsa de emprego público;
  • c) No sítio da internet da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, I. P., em língua portuguesa e inglesa; d) No sítio da internet da ESHT.

    20 de outubro de 2020 ? O Presidente da ESHT, Flávio Ferreira.

    Número de vagas : 1

    Tipo de contrato : Permanente

    País : Portugal

    Localidade : Vila do Conde

    Instituição de acolhimento : School of Hospitality and Tourism / POLYTECHNIC INSTITUTE OF PORTO

    Data limite de candidatura : 14 December 2020

    A data limite de candidatura deve ser confirmada no texto do anúncio)

    2. Dados de contactos da organização

    2. Organization contact data

    Instituição de contacto : Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto

    Endereço : Rua D. Sancho I, 981

    Rua D. Sancho I, 981

    Vila do Conde - 4480-876 Vila do Conde

    Portugal

    Email : rh-campus2 sc.ipp.pt

    Reportar esta oferta de trabalho
    checkmark

    Thank you for reporting this job!

    Your feedback will help us improve the quality of our services.

    Candidate-se
    Meu email
    Ao clicar em "Continue", autorizo a neuvoo a processar os meus dados e a enviar-me alertas de e-mail, conforme detalhado na Política de Privacidade da neuvoo . Posso retirar o meu consentimento ou cancelar a subscrição a qualquer momento.
    Continue
    Formulário de candidatura